O perigo da tolerância!

A intolerância é execrável! Não seria difícil citar que as maiores intolerâncias da humanidade, causaram feridas abomináveis no ser humano. Cicatrizes que carregamos até hoje, e que dificilmente serão apagadas.
Mas a tolerância, que poderia se contrapor a essa condição aqui citada, também é perigosa por si só! Imaginemos por exemplo, um ateu fazer uma entrevista de emprego para uma empresa que pertence a um grupo evangélico? 
Talvez uma das primeiras perguntas seria: “você acredita em Deus”? Sim, o dono da empresa não iria querer um ateu trabalhando no seu estabelecimento. Mas vamos lá que ele tolerasse, e mesmo diante do ateísmo do seu entrevistado, suas qualidades se superassem e ele fosse contratado?
Uma emissora de televisão por exemplo?
O entrevistado seria um cinegrafista, e teria que filmar diariamente os discursos religiosos massivos que os evangélicos apregoavam, o dízimo em débito automático, o spray contra capeta. Uma hora ele iria surtar! Sim, pois certamente ele dentro desta empresa, automaticamente teria que pagar o seu dízimo, mesmo sendo ateu!
Complicado isso?
E a revolta deste cinegrafista ateu começaria a conspirar contra a sua essência, aquela podridão evangélica começaria a fazer com que ele se sentisse enraivecido. Pior que isso, iria haver um mega encontro evangélico, e ele por ser o melhor cinegrafista da empresa audiovisual evangélica, coordenaria todas as palestras dos mais famosos pregadores que viriam de todo o país para esse encontro…
Sim, era a hora perfeita para ele ser demitido por justa causa! Um simples boicote, do tipo, tirar aquele cabo que conecta o áudio dos discursos no microfone, e aquele evento evangélico, mega, hiper, super importante, seria intoleravelmente sabotado!
Da tolerância veio a intolerância… Podemos de fato tolerar?
Esse é um pequeno exemplo de tantos outros que poderiam ser citados, mas os segmentos filosóficos tem que estar em perfeita harmonia no que se refere a linha de pensamento empresarial. E não venham com essa de que: “eles pagam o meu salário, portanto faço o que pedem”! Uma hora a merda (literalmente) vai ser jogada no ventilador!
A intolerância é execrável, mas a tolerância perigosa.
Nos firmamentos ideológicos, muitas vezes é melhor que seus pares caminhem lado a lado, com os mesmos pensamentos e as mesmas convicções. Não me vendo por um centavo, sou puro na essência e nas minhas convicções. Jamais compactuaria com o que não estivesse de acordo com o que penso!
São as faces da moeda, facas de dois gumes que realmente nos colocam em uma sinuca de bico!
Anúncios

Um comentário

  1. Texto meio complicado.
    Mas podemos extrair dele a lição de que devemos impor limites ao que toleramos, pois, de repente, não mais que de repente, estaremos nos violentando em nossas convicções, e é aí onde reside o perigo. As frustrações acumuladas vão gerar uma bomba que explodirá a qualquer momento e, de bons e corretos que éramos, viraremos kamikazes da destruição.
    Impor limites é a bola da vez.
    Rosa Maria.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s