Eu sou subversivo

Desde a infância, desde que tomei a consciência das coisas, que penso diferente dos outros. Não por rebeldia, não por querer remar sempre contra a maré, apenas pelo fato de que minhas convicções sempre foram contra aos conceitos predominantes.
Desde o seio familiar que não concordei com alguns fatores, por isso lá já me rotularam de subversivo… Fui ao longo da minha convivência dentro da família, vivendo de uma maneira pautada nas minhas formas de observar a vida, e já batia de frente com muitos!
E quando entrei dentro da sociedade, as coisas que fazia sempre estavam contra o que a maioria pensava ou agia, portanto também no colégio fui taxado de subversivo… Ora, mas nunca quis me contrapor a nada, sempre respeitei o direito da maioria, porém nunca respeitaram minha forma de pensar, e cansei de ouvir de professores e colegas: subversivo, subversivo!
Entrei na Faculdade, e os meus objetivos e estrutura de pensamentos já estavam sólidos, as minhas escolhas definidas, e lá é que fui realmente taxado de subversivo. Mas nunca de propósito, apenas sempre quis que meu estilo fosse respeitado, pois descobri que era excêntrico, e nem assim, nunca me viram como o tal, apenas como subversivo!
Caminho sempre com minhas idéias fixas num norte que adotei, e não abro mão desse rumo por mim encontrado. Mas esse rótulo de subversivo não sai de jeito nenhum da minha sina, sou e serei sempre para as pessoas que me cercam subversivo.
Nasci no regime militar, mas quando cheguei na fase adulta ele já havia acabado. Mas se tivesse vivenciado esse regime na minha época universitária, aí sim, digo com todas as letra: seria um subversivo total. Não me furtaria nem de me engajar na luta armada, e seria com orgulho subversivo convicto!
Vamos lá gente, faço apenas a minha parte, e se tiver que ser adjetivado de subversivo que o seja, não estou nem aí… Infelizes os que abandonam as suas convicções em prol de um modelo padronizado, esses são verdadeiros infelizes.
Portanto cheguei a conclusão hoje, na flor dos meus 42 anos de idade, que eu sou, fui e sempre serei SUBVERSIVO! 
Aos incomodados, minhas palavras que os confortem…
Anúncios

2 comentários

  1. Que eu me lembre, no Colégio, você era taxado de “rebelde sem causa”.
    Também entre seus amigos da rua.
    Subversivo é uma conotação pesada demais.

    Curtir

  2. “Infelizes os que abandonam as suas convicções em prol de um modelo padronizado, esses são verdadeiros infelizes”

    Porque ser feliz é pra quem tem coragem, tio!

    E um brinde para os que tem coragem de ser o que são, principalmente vc!

    Beijinhos,

    Rebecca

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s