Em busca da felicidade

A felicidade muitas vezes não cai de mãos beijadas no nosso colo, nós temos de correr atrás dela, muitas vezes é necessário bastante paciência para que ela chegue. Quando firmamos um pacto conosco, de que algumas coisas são pontuais para que ela venha, temos que cumprir e bater essas metas.
Andava pensando muito acerca da felicidade que chega e queremos logo comemorar. Mas paro e reflito que não existe momentos para comemoração, as comemorações chamam torpor, e você acaba por estragar tudo aquilo que conquistou.
Muitas vezes é melhor ficar em casa, sabendo de que se está vulnerável para certas armadilhas como a bebida por exemplo, e fortalecer-se com um programa alternativo como assistir a um bom filme, conversar com pessoas especiais que estão longe.
Hoje estou assim, bastante feliz. Feliz por estar sóbrio e ter feito um pacto comigo para manter a sobriedade, feliz por ter conseguido algumas coisas que já venho trabalhando há algum tempo. Comemorarei da forma mais pacata do mundo, descansando na minha casa.
Hoje é um sábado onde a noite está quente, várias opções noturnas, até uma festa de máscaras que um amigo meu está dando, e resolvi ficar de molho. Amanhã já tenho uma reunião para definir alguns aspectos para começar com tudo na segunda-feira. 
Novas oportunidades surgem, estou preparado para esse novo desafio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s