O palco da vida

Quero olhar de uma forma aguda para a frente, o foco acima de tudo tem que estar evidenciado. Não poderia deixar que as minhas atitudes atribuídas ao entendimento de uma forma plural, pudessem ser meramente esquecidas.
Não comungo de especulações sobre as coisas, elas tem que ser concretas na sua abrangência, e plena na sua captação. Não sou uma pessoa que guarda rancores, sigo sempre em frente sem a menor preocupação com os desejos frustados de outrora.
Os tempos são outros, sou produtivamente fiel aos meus compromissos atuais. A plenitude que se pode alcançar, leva os vivos da terra do nunca a se repreenderem pelos deslizes que acompanharam toda uma existência.
Vou sem a angústia de outrora, caminhando ao desconhecido com muita fé, sabedor que sou digno de um reconhecimento social e intelectual. Não quero jogar dados, apenas apostar com a certeza absoluta nas coisas que rendem frutos.
Não é uma aposta pródiga, pois essa aposta não é jogo de azar. É apenas estar focado nos objetivos conquistados. Não quero ser espectador, preciso do palco, e ele sempre acompanhou toda a minha vida. O palco da vida é a simbiose da mais alta purificação do ser.
E dos inúmeros palcos que pisei, guardo as melhores lembranças da minha existência… 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s