Deserto escaldante

Pois é, ter que caminhar debaixo de sol quente está ficando muito difícil para mim. Hoje tive que ir na Gervásio Pires, fica a uns dois quilômetros daqui, e não tem como estacionar. O sol escaldante me fez encorajar a caminhada.
Na metade do caminho já sabia que teria que continuar, estava num beco sem saídas, retornar não era mais possível. Com muita dificuldade cheguei ao local, e lá tomei um copo de água para retornar. Na volta, o cansaço estava tão grande, que resolvi dar um “pit stop” na casa dos meus tios, que moram perto da minha casa.
Lá consegui hidratar. Tomei uns três copos de água, como também “glicosei” com um pedaço de doce de goiaba e um cafezinho. Uma boa conversa com o meu tio, que é uma verdadeira enciclopédia, e prontamente retornei.
Acabei de ligar o ar-condicionado. Estou aqui descansando um pouco, fazendo a minha já tão conhecida terapia. Esse sábado está maravilhoso para quem acaba de se curar de uma virose. Portanto já estou fazendo os meus planos para depois do almoço.
O mais importante é que, desde às sete horas da manhã do sábado estou acordado e na ativa, pois já fui em Piedade buscar uma grana de um trabalho que eu fiz. Bola pra frente, esse mundo é delicioso, como o “sabadão” também é.
Agora quero sombra e água fresca.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s