Vivendo sob o fogo cruzado

Eu não compreendo a idolatria. Não sei se queria um reconhecimento para mim por tantas coisas que faço.

E olha que são muitas…

Estava neste sábado percebendo o quanto as pessoas são idolatradas pelas outras. Seria isso um conflito existencial pela não afirmação do ego?

Não à idolatria!

Basta!

Vamos cultuar a semente que germina a paz?

Isso é mais importante.

Sob o espectro da luz, sob o efeito de ansiolíticos, vou tentar esquecer quem um dia idolatrei.

E assim, limpo de vez o que está me rodeando de perspectivas vazias.

Um saboroso brinde de cerveja sem álcool para todos os que tentam me ler!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s