Madrugada incerta

Oh madrugada amada!

Mais uma vez me pego junto a ti…

Essa insônia que me persegue deixou incerta a maneira como irei conduzir esse momento onde todos dormem.

É especial esse momento pois é o “time” em que o silêncio beira absoluto. Não ouço nada além do barulho do ventilador.

E essas incertezas são como eu irei conduzir meu processo de envelhecimento até a morte propriamente dita.

Sou refém dos meus desejos noctívagos. Me da vontade de ir ao encontro do torpor máximo que alguém deve seguir toda a noite.

Ou não seguir…

Vou de encontro às incertezas da madrugada.

Sou um mero expectador deste teatro dos vampiros!

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s