As nove luas

Despertei…

Despertei da mais longe hibernação possível.

Foram nove luas dormindo!

Eu na verdade estava no ventre da minha genitora, estava prestes a dar um aborto nela.

Mas tudo não passou de um mero acaso, eu fui de encontro à maternidade, à mais pura e absoluta dádiva da vida.

Agora, terei uma grande vida pela frente.

Trilharei todos os caminhos para uma existência fortuita.

Sou espectro que se faz metade de uma nova vida.

Metade porque morrerei cedo.

Tão cedo que nem os meus filhos conseguirei ver crescer.

Ou até nascer…

Posso insurgir contra essa concepção mas a verdade é que estou farto dessa vida de intrigas e maldades.

Era melhor eu não ter completado o ciclo das nove luas…

Mas eu completei e aqui estou!

Vivo para ver a beleza da vida perdurar no espaço da minha morte.

Serei pó que não se cheira.

Virarei um espírito de luz!

Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s