A fidalguia de quem sabe fazer

Acabado de subir das profundezas do abismo, renasço após mais de nove luas me recuperando da magia que me acometeu.

Sou sabedor de que as noites em claro foram necessárias para o meu enobrecimento como gente fidalga, a fidalguia agora é a minha estirpe.

Fugi da pobreza de espírito dos que não acreditavam que conseguisse.

Fui bravo!

Enfrentei mil exércitos para poder me considerar campeão, e agora sou um vencedor nato!

Nada nesse mundo irá tirar o meu troféu do lugar. Ele está visível para toda uma nação idolatrar da forma mais gloriosa possível.

Sou o rei da esperança…

Vivo agora para contemplar a necessidade dos meus súditos. Eles é que irão fazer com que a minha majestade seja soberana.

Ando farto de toda a natureza mesquinha das pessoas, agora não preciso mais de  bengalas para me sustentar.

Já caminho com os meus próprios pés!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s