A brevidade da vida…

Estamos vivendo cada segundo como se fosse o último. A  vida é breve meus amigos, e essa brevidade está sendo comprovada por mim a cada dia que se passa.

A morte…

Meu Deus, todos estão morrendo, eu perdi os meus avós num passe de mágica, isso fazem doze anos.

Quando vejo, meus pais envelheceram…

Eu um dia desses estava na faculdade, me lembro de cada detalhe. Me lembro que na época pegava no colo os meus sobrinhos.

Hoje esses mesmos sobrinhos meus já concluíram as suas faculdades, outros estão ainda cursando.

Me lembro perfeitamente de quando eu tinha vinte e poucos anos, meu avô estava hospedado na minha casa, no meu quarto. e eu estava sem cerimônia trocando de roupa.

Ele me olhava…

Quando me vesti e coloquei os óculos escuros para sair, ele me falou: “Giba meu querido, a vida é curta”!

Nem dei ouvidos, fui embora fazer sabe lá o que…

Ele se foi como eu falei, e cá estou eu quase sem cabelos, com 46 anos de idade, vendo os pais de meus amigos morrerem, torcendo para não chegar a hora dos meus.

E essa hora vai chegar, eu preciso estar preparado…

Está mórbido esse texto?

Pois é, estou achando…

Mas o pior que isso é quando chegar o momento da morte dos meus amigos. Quando a minha geração estiver na casa dos setenta, oitenta, e todo mês morrer um amigo!

Aí saberei que a minha hora estará perto de chegar.

Sim caros leitores, a vida é curta, mas acredito que a consciência perpetua. E ela vai para outras dimensões.

Sou agnóstico, se essa consciência que perpetua seja chamada por alguns de alma, então que chamem.

Mas vejo que somos tão frágeis?

Me deu vontade de chorar agora, e é isso que eu vou fazer…

Pronto, estou recuperado!

Um brinde à vida, um brinde à brevidade da vida. O que sei é que estou vivo e cheio de planos, do mesmo jeito que meu avô, antes de morrer, aos 87 anos, que também era ativo e cheio de planos.

Vamos viver gente, da melhor maneira possível.

Se puder, com muito alegria.

E quando a minha hora chegar, espero que ela seja breve. Rápida!

Anúncios

2 comentários

  1. É verdade! Como a vida passa ligeiro. Quando nos damos conta, resta-nos pouco tempo dela aqui para nós.
    Só podemos almejar uma coisa, neste momento: tentar realizar alguns sonhos deixados de lado, por termos abandonado os nossos, e vivido o dos outros.
    Resta-nos pouco, muito pouco tempo aqui.
    Que ele seja de qualidade!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s