Revoltado no limiar da manhã

As luzes do farol acendem o plug do meu cérebro.

Acordei?

Estou em estado letárgico!

Ainda sonolento, estou eu aqui com o meu laptop ligado, escrevendo linhas desconexas, mas com a minha padronização estética.

Um café da manhã à base de leite e guaraná em pó para ver se eu acordo…

Uma dezena de remédios para equilibrar o meu organismo…

Talvez depois desas linhas eu volte a dormir!

Está fazendo frio, muito frio. Coloquei o meu jaleco, é necessário me aquecer no momento.

Sabe, quero um dia poder acordar e gritar para o mundo que ele é uma bosta! Mas não faço isso agora porque tenho uma companheira do meu lado. Não posso assustá-la muito menos deixar de compreender que ela faz ele ter mais sentido.

O que me leva a ser mais ponderado em relação aos meus sentimentos más.

Mas a minha liberdade é limitada, eu preciso de substâncias psicotrópicas para equilibrar o meu organismo. Sempre!

E logo cedo é o melhor momento para se sentir a brisa que ela dá. Pois se não fosse por essa brisa, ficaria um pouco sem sentido.

Estaria tomando placebo…

O gosto amargo do guaraná em pó ainda está na minha garganta, nem o café quente tomado em seguida conseguiu tirar esse gosto horrível.

Mas como despertar?

Não vou vomitar agora. Quero vomitar apenas para a vida!

Pois é, hoje eu estou revoltado! Mal acabo de acordar e já sinto revolta dentro de mim.

Mas é assim mesmo, depois passa.

Vou vivendo (tentando) nessa selva perigosa. Me equilibro com as coisas mundanas que a vida pode me proporcionar.

Vícios…

Tenho muitos!

E neles me agarro, sendo refém da química das substâncias para poder equilibrar o meu corpo e ter vontade de levantar.

Que bom que eu posso colocar tudo pra fora com palavras, com essa verbalização quase sem sentido, mas necessária para a minha terapia diária.

Às vezes burlo e a não faço, como ontem que não escrevi.

Mas isso é raridade.

E eu sou uma pessoa rara…

Anúncios

2 comentários

  1. Bom dia meu amigo com “frio”…

    Sabe, às vezes tbm quero “gritar”, mas não q o “mundo é uma bosta,” quero gritar para todo mundo ouvir q eu existo e quero a minha fatia do bolo. Sei das dificuldades nossas de cada dia, mas temos q superar cada uma delas.

    Os vícios fazem parte da vida, sejam eles vícios bons ou não, as pessoas se acostumam e acabam por compreendê-los.

    Nenhuma palavra escrita ou falada ficará sem entendimento, sempre uma pessoa ou outra irá comentar ou mesmo fazer uma severa crítica. Assim surgem os diálogos.

    Sim de fato vc é “uma pessoa rara.”

    POR ISSO É MEU AMIGO!!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s