Está chegando o dia

Não ando por aí difundindo idéias à toa. O meu trabalho é muito sério e tem um respaldo de muitas pessoas, muitas mesmo!

Se um veículo ou outro de comunicação resolve me ignorar, eu ignoro eles, porque lá na frente eles virão atrás de mim!

Tenho convicção do que digo.

Mas a vida é assim, para se atingir um determinado status, a pessoa tem que ralar muito mesmo. É através da força criativa do trabalho, que chega o reconhecimento.

Ele já chegou!

E eu sei disso, ninguém precisou me contar.

Quando a pessoa entende a realidade com serenidade, ela descobre que um caminho grande foi percorrido.

A minha caminhada é plurissignificativa, ela não é só escrever livros nem posts, muito menos fazer música.

Eu tenho uma causa, eu tenho uma militância, eu tenho um COMPROMISSO COMIGO E COM VÁRIAS OUTRAS PESSOAS!

Portanto se alguém quiser saber da minha trajetória e do que eu faço, eu sou uma pessoa muito fácil de ser achada.

No mundo virtual, nas leituras vorazes, na audição doce da música propriamente dita, mas também na Síndrome de Tourette!

seis anos que eu arduamente milito em prol da causa. Participei de vários grupos fechados, conheci praticamente todos os portadores virtualizados do Brasil e de outros países!

Hoje resolvi fazer sozinho!

Acredito que para acompanhar meu raciocínio só eu mesmo, não sei trabalhar em grupo. Nunca aprendi a trabalhar em grupo.

Caminhando rumo ao lançamento do meu sexto livro, o infanto juvenil “Gilles“, que acontecerá nesta quinta feira, entre 09:30h e 10:00h, na Semana da Leitura do colégio Vera Cruz, vivo a contagem regressiva para o acontecimento. Com direito a palestra minha sobre a Síndrome de Tourette para pais, alunos e demais pessoas que aparecerem, porque vai ser noticiado.

Amigos, essa semana será toda voltada para esse evento, e espero contribuir para a cultura do meu Pernambuco, e da minha causa.

Que é a minha doença.

A síndrome de Tourette!

Anúncios

2 comentários

  1. Que excelente ideia as palestras pois a gente passa informação site matérias alguns que deveriam ver ler se informar pois trabalham na área da educação muitas vezes não se interessam em saber ,já aconteceu várias vezes comIgo daí meu filho em crise fez exatamente o descrito no artigo fui chamada na escola daí me chatiei e disse :Mas então vocês não leram a matéria que deixei com vocês não melhorou muito o tratamento dispensado aí meu filho a partir do momento que nos informamos sobre seus direitos ao menos registrados na lei forças guerreiro .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s