O “ser” touréttico.

Escrever o que?

O que dizer quando constatamos que o nosso “ser” touréttico acaba por assustar as pessoas. Sou um cara do bem, e gosto muito de estar interagindo.

Prefiro muito mais falar do que digitar.

Sou de 1971

Portanto fica a tristeza da constatação de inúmeras perdas, ao longo da vida, justamente por ser esse “ser” touréttico.

São vários tipos de comportamentos que foge à compreensão da maioria em que habitam conosco, esse minúsculo planeta.

O que eu sei apenas é que todas as situações tem que ser colocadas nos “12 passos“, essa é a leitura que eu posso ter.

Sinto energias agora, consegui me equilibrar depois de alguns minutos de desequilíbrio.

O importante é que equilibrei.

E é tão bom estar equilibrado?

Estar agora, neste momento, com nenhuma paranóia que possa surgir na minha cabeça.

Controlar meu TOC.

Meu TOC me aprisiona por vezes.

Às vezes sinto a sensação de ameaças veladas.

Ele é o pior de todos.

Como eu fui viralizado, ao longo da minha vida, por esse TOC?

Mas é assim, como disse um amigo dia desses: ” estou tentando me reinventar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s