O discurso do ódio

Acho que de fato essas eleições foram de uma maneira tão bombástica, que até 80% da minha família me descartou.

Amigos tomaram decisões drásticas a ponto de me bloquear no Facebook, por um simples ato simbólico e representativo que fiz, de resistência DEMOCRÁTICA, onde até pessoas que votaram em Bolsonaro se sensibilizaram com meu ato pacífico e tão importante para a minha causa: a Síndrome de Tourette.

Olha, estou de fato chegando a uma iminente quarta depressão. E eu não suportarei mais uma.

Tenho que trabalhar, mesmo tendo dormido duas horas apenas de ontem para hoje, e talvez hoje nem durma.

Eu estou totalmente desorientado com tudo isso…

Mas a vida segue, e eu tenho que resistir não só em relação às minhas convicções libertárias, e a cada momento uma nova surpresa que me fará chorar ainda mais lágrimas de sangue, o dia inteiro, mesmo trabalhando e tendo que me concentrar.

Não acredito no que está acontecendo com a cabeça dos brasileiros.

Tudo bem, pelo menos, depois de 41 anos de sofrimento agudo, por ter tido uma vida vitimada por uma doença neuropsiquiátrica que me destruiu, mas sou tão forte que resisti a tudo.

Foi uma situação que realmente me causou NOJO, pelo meu País, a pior dor que senti nos meus 47 anos de existência.

Mas continuo firme, sem a menor idéia do que virá pela frente.

Sou um escritor que decidiu não mais escrever livros. Exercerei minha literatura apenas aqui.

Mas de fato agora, neste momento, mesmo ouvindo Simon e Garfunkel, não consigo parar de chorar, e lágrimas de sangue.

Estou preparado agora para mais absurdos que tenho certeza que virão. E por tantas sequelas que já possuo, tenho que ter mais força ainda para lutar.

Pois se fui vitimado durante 41 anos da minha vida, por massacres mentais, não citarei nomes, por situações esdrúxulas de violência doméstica no meu lar, ainda tenho uma esposa e meu filho, o amado Poodle Toy, o Bruce.

Sim, eu os tenho, e eles são o meu maior tesouro hoje, e só tenho eles agora daqui para frente. Por causa de uma eleição.

Estou de fato arrasado, desorientado, perdido, desnorteado, mas minha força é tão grande, que mesmo sem dormir, ainda consigo trabalhar, e tentar vencer o sistema.

Me desculpem, este é realmente um texto desabafo.

Eu nunca na minha vida democrática, onde minha primeira votação, foi justamente a primeira democrática depois de décadas de ditadura.

Os extremos se odeiam.

Eu sou pacífico e da paz.

Não aguento mais o discurso de ódio que fez com que eu perdesse essa parte significativa da minha família raiz, e ainda tenho que lutar.

Porque luto pelas minorias, pelos pobres e esquecidos, invisíveis portadores de Tourette. E agora, aí é que seremos mais invisíveis ainda.

Quem me conhece, sabe o quanto o meu coração é generoso e do bem.

Enfim, é como falei: não suportarei uma iminente quarta depressão.

Mas sei onde encontrar forças. Encontro no amor da minha esposa, no amor do nosso filho, que depende tanto de nós…

Mais uma vez: chorando lágrimas de sangue.

O mundo brasileiro, falo mundo, pois somos um País continente, está à beira de uma possível ditadura.

E sei bem como essas coisas funcionam, pois sou um estudioso profundo.

E mais uma vez, eu comprovei para quem não acreditava, que os EUA, sempre estiveram por trás de tudo. Assistam aos noticiários, pois eu que abomino política, hoje tenho que passar três horas vendo o nosso novo presidente falar por ter que entender exatamente o que virá e quando virá, eleito democraticamente, sim, mas sob o discurso do ódio.

Ódio, é uma palavra que não me representa. Porque dentro do meu coração sequelado, existe muito, mais muito amor e generosidade.

Acabo este texto, chorando ainda, lágrimas de sangue, mas não existe outra forma para me aliviar a dor aguda, como uma facada no meu pâncreas, já combalido por duas pancreatites.

Por tudo isso dito, evidentemente sou um sobrevivente, num mundo caótico, impregnado de injustiças, e abandonado pela minha família raiz.

É isso nobres amigos, a vocês devo satisfações, meus seguidores, os portadores de Tourette, e todos que amam me ler.

Saio pela tangente, dou um drible nesses fantasmas, e venço!

Porque agora entendi: SOU UM VENCEDOR!

E ninguém vai roubar essa minha glória!

Amém!

Assim seja!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s