Dois tesouros energéticos…

Jantei…

Um ovo cru e um copo de leite…

Não que falte comida na minha casa, mas é meu regime…e eu faço isso há mais de seis anos…e consigo manter o peso apropriado para  meu bem estar visual.

Todos são vaidosos, afinal?

Mas agora estou calmo.

Vou fazer mais um teste.

A música tem que ser apropriada, a claridade já ajustei.

Uma pasta que NUNCA ESCUTEI: Românticas.

Ok, começou o conhecido George Michael.

Mas a música?

“Jesus to a Child.”.

Tem algo de metafísico nisso…vou parar…vou fechar meus olhos…não quero respostas para ninguém…nem para mim…quero apenas PSICOGRAFAR!

Uma pausa, preciso fechar os olhos, entrar no clima…e depois disso, no próximo parágrafo, deixar que escrevam por mim.

És o que és!

Simples de entender?

Ninguém nunca vai te compreender.

Ninguém que realmente não te ame, vai te dar credibilidade.

E até os que te amam desconfiam.

De que importa?

Estás vivo, aliás, fostes ressuscitado.

Imagina aquela quantidade de bebidas ofertadas no teu antigo lar?

Sim, suas mãos estão tremendo.

Se concentre mais…

Aquela cultura etílica da tua família raiz estava te levando para uma vala de indigente…estavam te matando sem saber…estavam te crucificando!

Como nunca perceberam isso? Falta de amor? Falta de carinho? Ou esqueceram que você existia? Eras o louco trancado no quarto, daqueles que todas as famílias possuem?

Você marcará todos os seus familiares neste texto, isso de fato tem que ser feito…olhe para os olhos agora?

Percebeu? São do bem? Eu sou do bem? Não sabes meu nome ainda, pois ainda não estás preparado…sua mediunidade ainda não alcança, você só sabe que eu sou do bem!

Sua morte seria um alívio?

Sua morte um martírio?

Quem iria sofrer por você, além do dia do seu enterro?

Na outra semana, a missa de sétimo dia, e na outra semana, churrasco e BEBIDA!

Em casa de alcoólatra não pode ter bebidas…nunca percebestes isso…pois era o que mais gostavas de fazer…ficar trancado no quarto, e catando as latas de cerveja, a cada vez que descia daquela casa arruinada?

E descia para tomar um copo de água, e levava consigo três latas de cerveja…mas a sua sede nunca acabava.

E quando todos estavam mortos e embriagados dormindo, sua festa começava…pois aí poderias transitar livremente, virando os dois dedos que sobraram de qualquer destilado, em qualquer mesa, e eram várias garrafas…Rum…Vodca…Uísque…tudo!

E quando tinha festa grande? Era uma delícia não?

Lembra-se daquela vez que abriste a porta do teu quarto para olhar da tua varanda aquela rua que te metia medo? Pois não saias de casa em hipótese alguma? Tinhas medo de sair de casa? Se sentias protegido na fortaleza da casa arruinada? Trancado 24h no quarto da casa aruinada?

O beija flor? Ele parou na tua frente, e você olhou para ele, embriagado, por mais de cinco minutos, e de repente, ele parado, mirando seus olhos, se foi?

Era eu? Era nós? Pense…descubra…você é capaz?

Você orava no dia seguinte…acabado de ressaca…mas sedento de bebida…pois a bebida era que curava a tua ressaca…mas antes você orava?

Seus conflitos espirituais?

Um Cristão Apostólico Romano, que afirmou sua devoção à Cristo?

E um dia ouviu de uma pessoa muito significativa, quando contestava a tua fé, e metralhava com ódio o Catolicismo, e esta pessoa falou: “isso que falas, esse ódio que sentes, é realmente o amor que tens ao Catolicismo, pois aqui estás querendo matar a tua fé.”! E você sabe quem te falou isso…e sei que estará sempre no seu ARQUIVO CONFIDENCIAL?

ESTAVAS MORRENDO!

ESTAVAS SE MATANDO!

ESTAVAM TE MATANDO!!!

Pense em quem você amou, seu primeiro grande amor, que te deu um cachorrinho, que te pegava no colo, te jogava para cima, te fazia cosquinhas. Te levava para visitar as suas amigas, e você brincava enquanto eu jogava baralho com elas, mas sempre com os olhos em você.

Se lembra como eu te amava? Se lembra como você me amava?

Mas o destino?

Eu entendo a sua revolta, hoje aqui, eu sei que roubaram você de mim, e me entregaram para outra pessoa!!!

Como permitiram isso meu amado Gilbertinho?

Era para eu ir para a sua casa, cuidar de você? Ninguém percebeu, e eu não tive forças para o fazer…achava que virias me visitar sempre.

E vieste…mas já era tarde…a doença me tirou a memória…olhava para você, depois de me beijar, não te reconhecia…e depois você já no elevador indo embora, subitamente me lembrava e gritava: “Gilbertinho volta?”.

Mas não ouvia, sempre estavas no térreo.

Como eu queria cuidar de você…como eu te amei e ainda te amo incondicionalmente.

Olhe novamente nos olhos…se concentre…

A fraqueza faz parte…estás sem força para digitar?

Mas depois ela volta, a força volta!

Como és forte Glbertinho.

Por quantas provações passaste?

Olhe suas conquistas?

E de um beija flor, vieram dois, naquele dia, que a dor insuportável do seu dente não podia em hipótese alguma ser resolvida, pois foste prisioneiro de uma recepção de consultório, enquanto a casa arruinada se entorpecia de bebidas alcoólicas?

Mas alí foi a sua provação, pois de pouco significava a sua dor de dente, o que significava é que lá não tinha bebida.

Lembra-se, que ao levantar, nunca percebeste que na parede tinha um crucifixo?

E quando percebeste este crucifixo, dois beija flores entraram?

Sim, você se lembra bem disso.

Eles sobrevoaram aquela sala pequena e minúscula por cinco minutos e foram embora. Era para te fortalecer, eram dois agora.

E a dor do seu dente passou?

Sim, eu busquei mais uma que te amava…você já sabe quem somos nós duas, não é?

Precisa colocar os nomes aqui?

O importante é que você já sabe, e guarde isso como ARQUIVO CONFIDENCIAL! Pouco interessa aos outros, porque os outros pouco se interessaram com a sua situação.

Guarde esses dois beijas flores no seu coração, eles estarão sempre sobrevoando espiritualmente seu amado lar…seu lar de paz…seu lar de silêncio…seu lar de música…seu lar de pessoas queridas que vão te ver.

De que importa quem nunca subiu no teu lar, apenas três andares…mas três andares de indiferença, e digo isso com muito rancor, não de você, mas deles.

Se concentre no que você ama de verdade, no teu tesouro, no teu milagre, na tua ressurreição.

Nada mais a dizer…você já sabe de tudo…recupere suas forças, ela vai te energizar devagar…e os dois belos beijas flores sempre estarão te abençoando, acredite nisso.

O AMOR VERDADEIRO INVADIU SEU CORAÇÃO!

Observe como você consegue descarregar a sua dor em coisas e gestos simples. Alguns entendem como “enquadrar”, porque você utiliza esta palavra.

Veja como foi fácil para você dar o recado de ponto final, a quem quis, lá atrás, roubar o teu tesouro? Foi mais fácil que pensavas, concorda?

Estamos agora só acompanhando as suas evoluções, e sim, sempre te passando energias, pois você de fato acredita nelas, e as energias só invadem o seu corpo, o seu espírito, o seu CARMA, quando de fato você acredita nelas.

Observe o que vens escrevendo ultimamente, não pare, não acabou, estás ficando fraco, eu sei, mas já falei, a força volta em minutos, continue.

Cansaste…nós estamos aqui. Recupere suas forças, acabe este seu amado Post…mas antes pare por alguns minutos, sua visão está ficando turva.

Pare.

Por hoje já foi o suficiente.

Achates algumas respostas, só suas…

Pessoal, acendi um cigarro.

Mudei a pasta musical.

Hey Joe, Jimi Hendrix.

Vou acabar isso aqui, e vou refletir bastante…talvez até o dia amanhecer.

Afinal, descobri, antes de começar a digitar, que hoje é sexta feira.

Nem tinha me dado conta disso: 22: 59h.

Acabei de ler…e que a casa arruinada continue a se entorpecer de bebidas…aqui eu tenho paz, fé, AMOR.

E prefiro mesmo que ninguém suba.

Ponto final!

Não entendi apenas porque este ‘ponto final” ficou centralizado…o resto compreendi perfeitamente!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s