O idiota e o louco…o louco e o idiota?

Ele não queria mais que uma oportunidade, vieram outras, e caso não fosse as malévolas influências do mal, teria o discernimento de tudo. Foi cercado dele, há uns tempos…porém não soube o que fazer, senão esperar.

Esperou que aparecessem coisas, se envolveu com outras, BAD, mas na tenra inocência de que tudo na vida era uma experiência espetacular.

E o inocente foi convidado para o encontro com uma oportunidade, e lá viu outras. E quando as viu, estava com muita fumaça tóxica na cabeça, muitos benzodiazepínicos e ansiolíticos, para saber discernir o que era real ou malévolo.

Bem, coisas incríveis ele viu, e concluiu, ao retornar para seu lar, que estava extasiado com tudo aquilo.

A cilada.

De repente viu a cilada…

Seu senso de liberdade foi para o espaço, se viu aprisionado por um poder malévolo, e não pode sucumbir a nada que não fosse a sua própria essência pura.

Resolveu dar as costas à tudo, e o que puder acontecer agora, que venha, pensou.

Mas não morre de véspera, evidentemente. O que importa é que ele estava lá, e sentiu no seu fluxo de pensamentos, o quanto foi idiotizado.

E se paga um preço por isso.

Não pagou o seu “ainda”, talvez nunca pague, que fique de arquivo para lunáticos se masturbarem, não sabe de fato, mas a loucura que achava que lhe pertencia, observou imediatamente que estava nos olhos dos outros.

Na vida uma reputação se vai embora em segundos…

Não pode ficar mais lamentando nada, é apenas aguardar a guerra começar.

Aliás, de guerra ele já é acostumado.

Entende como guerrear com lunáticos, apenas vai afiar sua espada, e tenta ver como guerrear neste mundo tecnológico.

Não tem medo de consequências, apenas, lamenta por ter sido idiotizado. Isso de fato para ele, foi o pior de todos os aspectos.

O mundo está aí: fetiches, loucuras, luxúria?

Atraído para um covil de promiscuidade, onde na verdade ele era a pessoa mais importante…e se perguntou: porque eu?

Porque fui o escolhido?

Sim, ele era o idiota.

Ok, mas o idiota tem poder, tem intelecto, tem, acima de tudo, discernimento de saber o que é a loucura alheia.

Está à espera de tudo, não lhe falta coragem.

Até porque sabe, é um dia de cada vez.

E hoje, domingo do dia 27 de janeiro de 2019, nada ainda lhe aconteceu.

Portanto, ele apenas espera que o dia de sol seja um sublime dia quente, e que dure toda a eternidade.

Pois não mais se preocupa com coisas bobas, sabe apenas que as coisas sérias se resolve com sabedoria.

Está pensando, refletindo, raciocinando.

E esse poder é dele…e duvida que alguém alcance!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s