O “eu” introspectivo

Sentimentos complexos.

Múltiplas sensações.

Variáveis, muitas mesmo.

A verdade dos fatos é que vago pela madrugada, adaptando e reajustando tudo o que é necessário para que eu prossiga a minha vida, sempre, com reajustes.

Mas de fato me consola o fato de as vibrações estarem em sintonia com as verdades absolutas. E essas verdades são facilmente decifráveis: serenidade.

Simples?

Apenas o poder da serenidade para que uma pessoa alcance seus objetivos no reajuste.

É que as cabeças das pessoas nem sempre rotam de uma vertente natural e óbvia para o próximo. Mas evidentemente que eu entendo isso.

Kit básico de reajustes sociais providenciados: ARQUIVO CONFIDENCIAL!

Mas o certo é que minha rotatividade difere das pessoas que me cercam, pois quero aqui puxar as variáveis da liberdade.

Liberdade de expressão.

Liberdade de convicções.

É necessário um entendimento desses fatos para compreender a essência dos outros. No caso óbvio e pelas obviedades, é a adequação com a padronização social.

É difícil, mas estou numa luta titânica, diária e constante, para estar inserido no que denomino: “ser” social.

A minha anti-socialidade, é por demais desgastante com as relações alheias.

Até familiares para dizer a verdade.

Eu não quero uma tigela de alimentos não perecíveis para poder dizer que nos ditames da realidade, o que mais vale a pena é o poder da proteína.

Então depois de passar pela transição da carne, absorvendo os vegetais, acredito que por ser realmente mutável, resolvi aceitar a proteína novamente.

Mas passei esta fase vegetariano, e tirei lições imensurável com ela.

Portanto aqui o meu retorno oficial à carne.

A carne tem suas variáveis.

A carne e o espírito.

Está tudo interligado e em desenvolvimento e ebulições constantes. Eu tive pesadelos ontem, mas nada melhor que um apoio verdadeiro para acalentar os meus medos.

E meus medos são múltiplos.

Tenho vários mesmo.

É preciso se entender que essa minha anti-socialização com o mundo, é uma questão puramente introspectiva. Nada mais que isso, mas queria muito que o MUNDO aceitasse isso.

Pois o que foge ao padrão da normalidade, fica numa linha tênue entre a verdade social e a loucura.

Não, esta pessoa que vos escreve não tem nada de louco, muito pelo contrário, eu sou bastante normal. Normal até demais. E com uma visão, um senso de visão muito sensorial.

Aí está o diferencial entre mim e os outros que me cercam.

Quando abordo questões complexas como a introspecção por exemplo, queria falar que ela de fato incomoda os outros?

Pow, mas isso é só meu?

Só me pertence e é minha?

Não compreendo questionamento de atitudes alheias em relação ao meu paraíso que é a minha consciência. É lá que está o verdadeiro paraíso, e eu tenho apenas que procurar para achar.

E nele, vou divagando entre estrelas e planetas, vou dando uma circulada com os objetivos alcançados, com as metas batidas, e com as situações que me representa verdadeiramente.

Portanto é isso, resolvi digitar um texto padrão, não sei como está esta minha relação com a madrugada hoje, sei apenas que meu “microcomputador” está carregando, e eu estou, como sempre, escutando música.

Música para ouvir.

Anos 70 na parada.

Já tocou 2 de Raul Seixas?

O que mais esperar do meu lado introspectivo?

Apenas o fato de ele ser libertário?

Vamos refletir e tirar as nossas conclusões, pois a virtualidade transborda as barreiras do mundo, e talvez uma resposta logo mais, da Itália, de uma pessoa que eu vou marcar aqui, e que certamente lerá este Post.

Ela é especial, ela quem me convenceu que eu era o personagem deste Blog. Seus comentários os melhores. Uma intelectual em excelência. Ela parou há tempos de comentar, mas agora eu quero um pronunciamento dela.

Sim, e não falava nada em Português, ia pelo tradutor do Google.

Hoje estuda esta língua complexa, e até pediu para exercer comigo.

A espera…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s