O rei minúsculo




Esta arte gráfica na verdade pincelei pela manhã. Não mais abri o laptop, e agora estou aqui no intospectivo.

Uma garrafa laranja.

O laranja do psicodélico, o laranja da laranja, a mecânica, dos anos 70, fundamentalmente.

E o porque de eu ter capturado esta imagem, não lembro mais o motivo, pois o meu TDAH não permite algumas lembranças, outras sim, e bastante.

Mas como agora resolvi digitar, encontrei ela, e nela vou raciocinando.

Lounge de novo.

A transição está na do laranja ainda?

Nem sei?

Bem, fui ver na aba, estava no “red” novamente, inclusive título do último Post.

Pois acho que estou laranja, e de repente vire outras cores, essa madrugada, porque não?

Mas de fato, eu acho que o súbito irracional da minha cabeça, ela é rotativa ao extremo.

Ela roda demais, as rotações estão como a Lua, estão com tantas coisas?

O meu EU introspectivo dimensiona veementemente enquanto estou perdido na noite, digitando, trabalhando?

Controverso isso?

E o corpo aquece, a adrenalina muda…

Vamos aí, descompromissadamente digitando, ou trabalhando…

Nunca sabemos da posteridade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s