Balaton




As coisas acontecendo, os fluxos cerebrais tendo que alternar a inconstância de ser o EU entenível.

EU me entendo e mais que isso, a minha essência.

Mas procuro sempre estar me desdobrando com coisas absurdas e pontuais, tudo em relação a minha vida, minhas mudanças, as cores e o subjetivo.

Capto signos, e ninguém entende.

Sei até onde vai a minha essência de um lado semiótico, quântico, energético, acima de tudo: um dia de cada vez.

Não sei extamente onde quero chegar, nem o propósito de buscar motes existe, mas sim o desejo de ser entendido por alguém neste Planeta.

Alô Planeta, estou aqui?

E de que adiantou, nada ouvi, nem nada me disseram.

23:05, não é sábado ainda, hoje provavelmente maratona literária?

Talvez?

Quem sabe?

Peregrino por aí, por tons e cores, e, fundamentalmente, por sinais que espero captar, pois quando está nebuloso, o TOC dimensiona.

Mas ele está controlado.

E assim acabo com o Luiz Melodia acabando também.

MPB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s