Orquestras

Muito calmamente.

Chopin está sendo regido no piano.

Isso me deixa em estado eufórico, porém bastante moderado e introspectivo.

Eu escutei Metal até os 40 anos de idade, mas empre fui erudito. Acredito até que o Metal seja erudito também.

Mas temos que saber distinguir o bom do mal Metal.

Vejo guitarristas virtuosos, que poderiam ser os regentes da modernidade.

Mas eles de fato são virtuosos e estudados. No caso quis definir como: com estudo e embasamento teórico e prático musical.

Eu continuo aqui na minha maratona, já é domingo, portanto a madrugada se apresenta para mim, saborosa, antenada, subjetiva e atraente à minha percepção.

Percebo as coisas e contemplo-as.

O ser erudito que existe em mim, o das orquestras e suas variantes de notáveis.

Mas meu critério é muito rigoroso. Começou um tal de Ernani Aguiar, aff, mais um brasileiro que não reverencio.

Muito fraco mesmo.

E sou crítico ao extremo.

Espero que este lixo musical acabe para dar vez a um verdadeiro notável, e é isso que eu vou esperar acontecer.

Enquanto espero, acabo este Post, e vou preparar um café.

Mas antes sem esquecer de dizer: começou Beethoven…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s