Rosa morena

Costumo afirmar que os espinhos estão onde menos esperamos.

Na beleza se enconde espinhos, estou de fato querendo dissecar sobre isso.

Eu sei demais que sou educado, cortês, mas meus calos também doem, e quando isso acontece, quem o pisou, please, saia de perto de mim.

Isso não quer dizer que “mato na unha”, como costumeiramente dizem. Quer dizer apenas que eu sou S.T..

E um portador de Tourette tem que engolir o mundo, pois caso contrário, o mundo engole ele.

Sim, mais um texto sobre Tourette, mas seria covarde demais, nessa altura do campeonato, em me omitir perante as coisas.

O fato é que vejo absurdos de possoas feitas e criadas pela mídia, tentarem idiotizar as pessoas ao dizer que é possível ser feliz com a doença neuropisiquiátrica.

E esses imbecis, que fique muito claro, não me idiotizam. Óbvio que os monitoro, minuciosamente.

É impressionante como eu tento ter que me convencer que este mundo está repleto de oportunistas.

Infelizes daqueles que não sabe o que passa na cabeça de quem toma 4 medicações controladas como eu.

Eu não desisto, mas mostro uma realidade que talvez a sociedade não queira ver.

Isso faz parte apenas da minha MILITÂNCIA.

Mas nas outras obras literárias minhas também mostro realidades, esta sim, todos querem ver, ficam fascinados, mas de uma hora para outra, cospem no que eu tenho de mais sagrado.

Uns cospem por pura ignorância, tem o meu perdão, mas as más pessoas, essas sim, pisam nos meus calos.

E são muitos, e doem, e machucam. E eu parto para cima, agora com a maturidade e inteligência dos meus 48 anos.

Mauridade ingênua?

Ok.

Tenho que engolir a sociedade, entenderam, mas com “tapa de lorde inglês” hoje.

Suave, mas dói bastante…

Mas está aí o desafio: pisou fudeu!!!

Desculpem a minha coprolalia, mas até nisso eu tenho que pedir desculpas?

SOCIEDADE NOJENTA!!!

E reafirmo, a sociedade começa na construção familiar.

Tem um misto de vergonha, inveja das minhas habilidades, do meu crescimento, e ainda alguns acham que eu quero idiotizar, quando só quero tentar lutar para sobreviver.

Um telefonema…ninguém atende. Outro, novamente…e aí eu vou na escala de telefonemas até saber o quanto eu sou ignorado.

Mas não importa, os que eu tive que machucar, já os fiz, sem arrependimento e convicto de que fiz o certo.

Gente, eu tenho que engolir o mundo mesmo?

A minha ansiedade atrapalha?

Muito, tenho trabalhos hiper qualificados, mas os órfãos das coisas que faço, jamais se arrependaram de participar, sendo numa leitura de um título meu, seja em eventos culturais que organizo.

Acredito que hoje nem sou bem vindo em alguns lares famiiares.

Ok, até na casa dos meus pais, olhares e negativas de fotografias ao meu lado, demonstram o quanto eu sei até demais da conta das coisas.

PRECONCEITO VELADO.

Aprendam portadores, se preparem, um dia para conseguir algo neste mundo, engula-o.

E sem vontade de vomitar mesmo, engula-o, sem remorços, e ainda peça um café expresso com uma sobremesa.

Daí você sairá vitorioso, pelo menos no fator de que as pessoas fiquem sabendo que se cuspir, um trator passa por cima.

E sei demais guiar tratores, é minha especialidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s