As energias de Ramsés II

Dissertar numa madrugada de muita chuva…tudo está devidamente providenciado, aliás, já foram feitos vários aspectos pontuais, para eu chegar nesta palavra.

New Rock, vou dissecar esta pasta musical, pelo menos toca Hadiohead, que eu adoro.

Na verdade acho que estar padronizado no estilo de sociedade, foge um pouco o meu intuito de percepção sensorial.

Eu sinto, e isso é real.

Estou agora sentindo energias de três telas novas que entraram nas minhas paredes.

Emolduradas, bonitas mesmo.

Mas…

Pouco importa as energias de quem as pintou, ou estou equivocado?

E aquele olho verde musgo de um tal de Faki, 1986, que eu tenho? É lindo, mas olhos transmitem energias. Esse cara já morreu? Está agora aqui, através do olho que ele pintou em vida?

E se isso for perigoso?

Vou dizer: é!!!

Mas para mim não, pois vou triturando espiritualmente, com todas as forças da minha mediunidade atestada em Palmelo.

E se entrar em “gnose” aí é a “”pomba gira”, portanto destruo tudo!!!

EU NÃO TENHO MEDO!!!

Vou por aí, seguindo nessa estrada da Irlanda, o da Arte Gráfica.

De pouco importa onde vou parar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s