Temático Dark

Os estímulos que me fazem escolher uma Arte Gráfica são variados.

Mas como eu passei por tantas transições de cores, eu acabei Dark por essência, diante de uma nebulosidade sem tamanho.

E virei escuro, escuridão, até vampiro eu passei a ser, sem nunca ter conseguido morder um só pescoço.

Mas Bartók resolveu compor uma música, e ela executada nos meus sentidos auditivos, me transformou em escuridão.

Talvez os olhos das minhas paredes acabem por ficar mais afoitos em mandar as suas energias, mas o espectro de luz advém do sentido de defesa.

E uma vez sendo defendido, a pessoa não cai mais na teia.

A teia não passa de um emaranhado de pó, no chão, para se passar uma vassoura.

E depois…

…jogar no lixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s