Caderno de visitas

A Arte Gráfica diz tudo.

E até agora, já se foram várias pela parte da manhã.

As presenciais, as de asas, que pousaram na minha varanda, e trouxeram bastante alegria e energia positiva.

Das energias já estou um pouco acostumado a lidar.

A sociedade desconfia uns dos outros, acho até que tirar um pré julgamento de uma pessoa, é abominável.

Mas sempre foi assim?

Desde que o mundo é mundo, desde a ancestralidade, desde as antigas e remotas costruções sociais.

Mas julgamos corretamente também, quando já conhecemos.

E todas as minhas visitas assinaram no caderno da Vernissage.

A última linha, a última assinatura, para assim, finalmente, eu poder abrir o meu laptop.

Vamos devagar, sempre no caminho da brisa, pois a serenidade alcançada não tem preço, nem prazo de validade.

Estamos juntos, eu e nós, vós, e todo mundo.

Neste mundo globalizado, repleto de situações metafísicas e quânticas.

Soou redundante?

Bem, a vida é redundante…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s