O Imperador do Tibete

Sentimentos interiores…como são complexos.

Deixa o indivíduo com a tenaz certeza de que a vida é corrosiva, a vida massacra e mascara os rostos das pessoas com quem você interage.

Não queria chegar a esta definição, mas o fato da angústia partir de dentro do ser, ela vem mostrando a avassaladora e paradoxal maldade humana.

Se você estiver na lama, pouco importa…é até motivo de jocosidade de quem quer você no fundo do poço mesmo.

Infelizes daqueles que acreditam que a serenidade traz paz, como ela mesma promete.

Muito pelo contrário, a serenidade mostra a “selva” em que nos encontramos. Sou adepto do “apocalíptico” universitário.

Foi lá também que eu descobri e endossei ainda mais.

Durante a minha vida inteira, estive com uma garrafa de destilado na mão.

Vivi 41 anos entorpecido justamente para não enxergar o que enxergo hoje. E olha que gostaria de voltar no tempo…seria uma lembrança hoje, é bem certo, mas já teria partido para a outra metade há tempos.

Ok, vamos encarar a realidade?

Olhe feio para ela!!!

A vença!!!

Eu?

Não tenho medo de nada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s