Agustin Anievas

Hibernando em luzes cintilantes, vejo uma verdadeira parafernália de iluminação no meu leito sagrado.

Sou senhor absoluto de todas as coisas…domino o mar…domino o Sol…e a Lua, mas não domino a mim mesmo.

Ser um cavalo chucro nesta selva, é bem mais confortante, pois nem um ALEXANDRE conseguiria me domar.

E daí não haveria tantas Alexandrias, nem Babilônias, e sim, um belo anoitecer “siciliano.”.

Agora espero o silêncio da madrugada calmamente, ainda é cedo, existe possibilidade para uma maratona literária.

Mas um mero escrito cibernético, que estará no papel, com cheiro e folhas, não seria tão celestial quando a dor que carrego pelas minhas cicatrizes.

A bela Sicília vai me acalentar…Rachmaninov também.

Não é hora de dormir, ficar alerta agora mais do que nunca é necessário.

Os abutres estão aparecendo, mas não comerão a minha carniça.

Morrerão de fome.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s