Hibernate

Estado de hibernação.

Este é o que me encontro.

Mas quando hibernamos, é justamente como os casulos de borboletas, as ostras e suas pérolas, é para sair mais amadurecido e fortalecido.

Todas as intenções eminentes de tentativas de reconhecimento já as possuo.

Todas as sementes plantadas dentro da minha alma também.

Agora, espero justamente, que esta hibernação dê resultado, e ela sempre dá, já é a quarta vez que isso acontece comigo.

Não me preocupo com nada, sei que a poeira vai passar, sei que tudo o que sempre fui ainda sou: a minha essência.

Ela é fidalga e nobre, e todos bem sabem.

Independente de tudo, sou aquele cara que tem no colo um laptop, e sei bem como o utilizar para o tempo passar, para sair de dentro de mim, sopros de esperança.

E isso vai dar certo.

E isso vai acontecer.

Pois sou como uma leve brisa que sopra no oceano…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s