Meritocracia?

Entre saltos mirabolantes e surtos de hipnose, acredito ser no maior de todos os meus sentidos, o da idéia de existir dignamente.

Posso até parecer fraco, mas não, sou um virtuoso, digo não à meritocracia, mas sei de minhas qualidades.

E meus méritos de pouco importa, só para mim.

Meus méritos são introspectivos.

Não preciso mostrar para a sociedade eles, eu sou o maior defensor da minha introspecção perfeccionista.

Pois para passar pelo meu critério de qualidade é necessário muito merecimento, mas não o da meritrocacia, e sim o do amor.

A palavra amor de novo em meus Posts…

Interpretem ela, não divago em soluções para o mundo, apenas sobrevivo numa selva de concreto, apenas sou inimigo de mim mesmo.

Nada mais me pertence, só a minha caracterização performática.

E esta caracterização tem herança materna, sei demais disso.

Somos dois, somos três.

Somos todos um só.

Igualdade de valores e poderes…igualdade de condições.

Méritos, todos possuímos, mas o mais importante é igualdade de oportunidade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s