O escriba do Faraó

Costumava registrar as cartas de Ramsés II.

Um dia ele resolveu, em 1274 a.C., entrar em guerra com os Hititas, na famosa Batalha de Kadesh, de onde surgiu o primeiro tratado de paz internacional.

Os escribas foram a personificação do que se refere ao porta voz do governante.

E os governantes bem sabem o poder deste cargo, sabem, acima de tudo, identificar neles a sua integridade filosófica.

Estaria esta imagem personificando a tecnologia que Rá um dia deu aos egípcios na antiguidade?

As mostras de imagens divinas são um fator predominantemente universal, e os universos estão em ebulição nos fatos consumados por si só.

Os escribas dos Faraós digitavam sim, em laptops, eles tinham esse conhecimento.

Porém muita coisa foi saqueada e foram incinerados vários e magníficos registros.

Vamos nos antenar para esta divindade que se chama tecnologia.

O faraônico em questão, divulga todas as suas personificações quânticas, eles sabem exatamente onde se posicionar perante os nossos distintos governantes.

Escribas e porta vozes.

Faraós, presidentes e ditadores!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s