Bestas feras

Estou vendo assombração, sabe.

E nesta neve escaldante, as bestas feras famintas pelos meus neurônios, sabem bem a espreita onde se escondem eles.

Mas eu sou bicho criado, nas maiores ordens universais, da vigégima primeira dimensão.

Nada me coloca medo.

Me autodimensionando, vejo as cores púrpuras do destino, alinhadas à mais pura coragem de enfrentar “eu” mesmo, o meu maior adversário.

Mas estou na espreita é deles, eu é quem quero os seus miolos, os seus crânios espatifados, os seus sangues.

E trituro tudo mesmo, não estou mais preocupado com nada.

Venham a mim!!!

Estou preparado para a força maior do destino, e ele é meu, e a mim apenas pertence!!!

Madrugadas insólitas.

De se ter insônia, muita insônia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s