Traços ingenuamente sólidos

O real conteúdo da zoeira que vem de lá de fora do prédio, me corrói os tímpanos de músico.

Murmurinhos, buzinas, um pequeno movimento “Lula Livre”, nada muito articulado, mas o ruído do “caos” urbano.

E não se encontra uma dessas daí da Arte Gráfica.

Coloquei logo a pasta de Metal para escutar, e estou delirando com este novíssimo, atualizado Metal Mundial.

Meus espinhos estão nos cactos, como bom nordestino, “árido”, sou uma fortaleza.

Sou uma completude de posicionamentos.

Uma vertente de um saber filosófico.

Parte de um todo.

E tenho minha bandeira.

E as levanto!!!

Sou síndrome de Tourette!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s