O conceito do outro

Andava um pouco preocupado com a aura espectral das pessoas que me cercam

De fato o tamanho de tudo foi um coisa aubsurdamente histérico, histeria.

Eu me envergonho ainda quando sei o que as pessos acham de mim, parece que me desconhecem.

As coisas que faço são geniais, e talvez por isso nimguém entenda.

Mas ok, pensem em mim, tirrem minha roupa suja, mas não custa avisar, que fazemos alguma coisa para tirar a sujeira.

Eu continuo sujo, pois se depois de despojado, sou livre, e parece que tenho que vomitar mágos.

Eu admito e sinto muito por saber, aos poucos, como as pesoas pensam de mim.

E sempre aparece uma novidade, né?

Vamos degustar essas mágoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s