Fortes

Andando por entre ventos e trovoadas, a pergunta não quer calar…porque sou um questionador nato?

Indiferente à resposta, pois seria do meu ARQUIVO CONFIDENCIAL, eu luto incessantemente em busca de paz interior.

Portanto a partilha, as partilhas que faço aqui…as famosas.

Um Navio à beira do naufrágio, nem sempre naufraga.

Ele por vezes, na raça de seus marinheiros, encontra a maré mansa.

É o que procuro.

É o que todos procuramos.

É a necessidade divina do ser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s