1933

O Astro Rei está para chegar.

Eu, insone, agora troco a noite pelo dia.

E se me perguntarem o porque, direi apenas que gosto do silêncio da madrugada.

Mas mesmo esse dito silêncio, ele fala, e como. E fala as coisas mais verdadeiras possíveis.

Tenho observado muitos aspectos em relação ao que me cerca, parece que ninguém de fato quer ouvir os loucos.

Ser incompreendido em terra de cegos ou surdos, ou seja, quaisquer deficiência, para quem não as possui, é assustador.

Não vejo como distribuir conhecimento, partilhar, de outra forma que não seja essa.

Digitar no meu amado laptop, e que os efeitos das minhas digitais reverberem para a eternidade.

Sinto o conforto da luta, o pós luta é bom que se diga, pois depois de uma batalha vem o alívio.

Seja para vencedores ou perdedores.

Nesse tabuleiro não apenas está a sorte, está a caminhada, a jornada rumo ao desconhecido.

Eu sei de tanta coisa que poderia ser um dicionário, ou vão desprezar uma pessoa que tem a visão além do alcance?

E sem falsa modéstia!

Desde o zelador fotógrafo do meu prédio ao desencanto nos olhos dos oprimidos e marginalizados desta sociedade escrota e sacana.

Pior, aos ditos letrados, a burrice está cada vez mais evidenciada.

Cegueira coletiva…nazi…1933!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s