A oitava praga

A oitava praga
Giba Carvalheira (em alguma parede da vida)

Costumo dizer que a arte como terapia para curar ansiedade é uma solução para muitos tormentos.

Eu cheguei a fazer no Ateliê de Sandra Queiroz, em 2009, uns dez quadros. Pincelei e deixei fluir.

Este da Arte Gráfica foi o meu primeiro.

Deixei fluir os sentimentos juvenis que possuiam vários tormentos, deixei escapar por alguns instantes, tudo o que existia dentro da minha cabeça de um alcoólatra em recuperação.

Afinal, somos todos artistas, concordam?

Porque de fato tudo de relevante que fazemos na vida possui o seu viés, e esse viés é muito importante como aprendizado.

Confesso, que essa experiência com a Sandra, foi a mais cultural da minha vida.

Mais até do que os meus livros e as minhas músicas.

Marcarei alguns notáveis aqui e agora.

Eles saberão porque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s