Sede de viver, pressa pra morrer

Escutar Beethoven traz alívio para a mente e a alma.

De fato ele está na escala 2 no meu conceito, pois Mozart é inigualável e disparadamente o melhor, diga-se.

O papo aqui é melodia, são as coisas que a música nos leva, estados de euforia ou de pura magia mesmo.

Puccini acaba de começar, e com ele a voz de um tenor.

Como não admirar a cômica tragédia da vida, pois ela nos leva num só sopro.

O sopro do beijo letal da vida, que leva à morte.

Vida que passa…que passa como um sopro…que nos leva com o tempo, o encanto.

Eu vou dizer que posso uma vez ou outra comparar a vida a uma mera orquestra sinfônica, com palco e apresentação de vários notáveis.

Agora foi o Schumann que apareceu: abre-se as cortinas e surgem os refletores, pois acaba de anoitecer!

E daí tudo fica com o efeito mais brilhante, a luminosidade chega de vez.

Brilho, luzes, palco, de tudo um pouco já tive na vida, hoje só um leigo apreciador dos notáveis.

E que o sopro me leve…e que a vida transborde…tenho sede de viver, mas tenho pressa pra morrer!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s