Wild Cherry

Imagem de Couleur por Pixabay

Viver é deixar viver, e na verdade é também, um sopro de quaisquer coisa que se possa refletir, na sua vã sabedoria.

Todos inertes comemoram o banquete, todos na sua imensidão comemoram as suas desastrosas jornadas.

O ser indistinto e suas mazelas.

O ser pré-configurado com suas frágeis quezelas.

Vamos refletir um pouco sobre a vida, vamos prosperar com sabedoria, vamos regurgitar a imposição da sobriedade.

Pois mais vale um cão bêbado e famindo, que um homem sem apetite, mas com um banquete em sua mesa.

Tirando todas as vertentes do sábio desejo consumado, flagela-se com insônias intermináveis, os olhos ardentes estão prestes a ser arrancados dos glóbulos oculares.

Por tudo e por todos, por toda a excelência de fato, seremos as vitrines espatifadas com pedras de silêncio, e acima de tudo, seremos túmulos mais silenciosos ainda.

Venha a nós sabedoria sã…sabedoria tão sã e medíocre, que sequer rende-se um centavo por ela.

Ok, ok Google.

Estamos todos precisando de dinheiro, e para um pobre brasileiro, nada posso fazer.

A felicidade chegou, mas com a sabedoria de quem sabe exatamente o que fazer com suas míseras e parcas economias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s