The Very Best Of…

Começarei dizendo que deveria por tudo para o tabuleiro de xadrez, e levar para mim apenas a certeza de que ganhei o jogo.

Derrubei a Dama, afoguei os pecados.

Nunca mais na vida viverei atormentado por situações de calafrio.

Os tormentos da vida são espectros de luz mal dissolvidos.

Eu nunca arrotei para a cobiça, nunca demasiadamente arrotei para o nada.

Nem para um banquete de porcos iluminado por lâmpadas que fogem ao controle inadvertido da vida de luz.

Vivemos para a eternidade, vivemos na poprorção da divindade inadvertida.

Uma luz embriagante, tamanho espectro se fez luz, tamanho filho se fez vida.

Vida plena e absluta, viva a inadvertida vida, inconsequente e até incorreta aos olhos padronizados, aos olhos da psicopatia da epécie rara, tão humana como só ela pode ser.

Portanto vida para ser vivida com a maestria absoluta, maestro do Universo que somos.

Universo pleno, confortável.

Universo cheio de estrelas.

Cadentes!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s