Revelações

Os domingos são dias de descanso e para falar a verdade causam confusão na minha cabeça.

Domingos são dias monótonos que causam tédio.

Mas domingos são dias de reflexões.

De revelações.

O esplendor divino de fato é o de maior revelação do Verbo e do profeta.

Os profetas do Apolaipse de João, de São João, são vários, incluindo alguns citados três vezes como Jah.

Mas a divindade de Jah é mais reflexiva que este Post.

Ou o sábio cogumélico que agora abençoa a nicotina como forma de dizimar os seus pecados, saberia os atos certos do refletir, puro e absoluto?

Correto.

Divino!

Misterioso.

Os sinais estão aí, sons e melodias.

E de tanto escutá-los, vou escapulindo pela porta de fora, como um verme sorrateiro.

Não, a signicação do Verbo é mais valiosa que a contemplação do profano.

Seria eu profano?

Que vá à julgamento da parca sabedoria.

Um comentário

  1. Os sentidos aguçados por algo desconhecido, deixam todos os os domingos mórbidos e contagiam a espécie humana. Um ser solitário no meio da multidão.
    Em casa continua a mesma rotina deste e assim deitados ou de pé, rodamos no labirinto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s