Uma nova era

A música voltou a tocar.

Vale dizer que ela é imprescindível para o meu estado de espírito.

Sim, ele voltou ao normal.

Acredito que é necessário escutar por diversas vezes a mesma música, bem baixinho, para depois aumentar o volume.

E assim as flores desabrocharam novamente.

Os meus reflexos estão mais aliviados, as minhas catarses também.

Para se sair do mundo psicótico e bruxulelante foram preciso nove luas, e assim cumpri fielmente todas as etapas.

Sinto fluir de dentro de mim todo o esplendor de outrora, sinto as energias voltarem a vibrar.

Isso é muito revigorante, pois assim, encontrei novamente a paz.

Paz para poder produzir, para poder trabalhar.

E é muito confortante essa nova etapa na minha combalida vida.

Muitos personagens saíram de cena, outros surgiram.

O peregrino se foi, mas a questão do existencialismo humano não.

Continuo na eterna busca de justificativa para os meus tormentos sobre os questionamentos da vida, e por isso nutro o desejo de retribuir a todas as pessoas que me acompanham, uma fatia do que foi aprendido.

Aprendi muito com a vida, sabe.

A vida sempre me ensina, cada vez mais.

Por vezes pensei que morrer fosse o melhor remédio, mas resolvi sobreviver, e assim estou aqui, para contar sempre um pouco do que foi.

Mais um capítulo da minha existência foi deliciosamente folheado, mais uma página virada.

Espero todos para o delicioso banquete que agora irei servir.

Sintam-se todos convidados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s