Belo e traiçoeiro

O sentidos estão superdimencionados.

Sentimentos em frangalhos.

Um observador nato, nada mais faz do que apreciar os sons que seus ouvidos consegue captar.

Não um bisbilhoteiro qualquer.

Uma pessoa que escuta ruíos, sim.

Escuto vozes por assim dizer, e elas gritam nos meus combalidos tímpanos.

Quando será a anistia da glória?

Quando, por mais inacessível que seja meus instintos, um sobrevivente pode encontrar a paz?

Sim, sou um sobrevivente. Do alcoolismo, do tabagismo, de todas as coisas ruins, vícios evidentemente.

Deste mundo profano…cheio de armadilhas.

Um pecador nato!!!

Bem vindo ao mundo da gratidão.

A gratidão fortuita dos belos e abençoados.

Assim sendo, assim seja!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s