O fiel da balança literária

Um dia sem digitar.

Pode parecer estranho para quem vinha em um ritmo alucinado, postando quatro textos por dia, em média.

Resolvi dar uma pausa, isso é fato.

E nesta pausa, refleti bastante sobre os meus escritos, desde livros publicados, desde posts “postados”, pois no gráfico, monitoro todas as entradas e visualizações.

Com detalhes, pormenores que vão desde a navegação em determinados textos, em determinadas guias do Blog.

Verifiquei que de fato estou bastante popular, dentro do que eu imaginaria um dia para mim.

Os meus livros estão espalhados mundo afora, sou lido até na China, aqui no blog, especificamente.

Como eu poderia supor isso para mim?

Mas é o trabalho de um escritor.

É o legado que ele tem que deixar.

São as milhões de angústias que deixo no ar.

E aqui, viro mais um capítulo da minha parca existência neste mundo.

Deixo o registro de minhas impressões.

Agora, procurar uma bela arte gráfica para este post, um bom título também.

E o legado aqui ainda não acabou, evidentemente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s