Aprendendo a lição

Os caminhos da vida, as variáveis da vida, me faz contemplar, horizontes mais belos.

Voltar à essência do saber introspectivo, nada mais é que a liturgia de uma morosidade sem prescedentes.

Nunca na vida fui sabedor do caminho da austeridade.

Vou, guiado por impulsos metafísicos, sendo orientado por expressões que podem me trazer conflitos interiores.

Adiante, um mágico semblante de uma figura inerte, perene, angustiante.

O néctar pode estar sendo provado por abelhas rainhas e zangões, independente de quem está no topo da pirâmide da colméia.

Vamos provar todos o doce sabor do beijo da abelha.

O beijo que carrega o seu ferrão mortal.

Tão letal como uma vida inconsequente.

E de tão inconsequente é essa vida, nada madura, muito distante de ser.

Vivo momentos inconstantes, viver plenamente é o meu propósito de vida.

Aqui, deixo as pessoas observarem o quanto eu luto, incansavelmente, por um lugar melhor.

E assim sendo, sei que posso cultivar uma melhor cadeira para assistir às aulas de gramática e de português.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s