A madrugada que cai

Posso digitar a madrugada inteira, acredito que hoje possa ter a tradicional maratona literária.

Já se foi o tempo de dormir cedo, eu sei que meu relógio biológico é dividido em frames, sempre soube disso.

Portanto hoje a madrugada volta a me pertencer, ela volta a ser a minha amiga.

Sempre fora, para dizer a verdade, apenas, dentro de uma noção básica de um tratamento medicamentoso, havia acostumado a cair na noite.

Acordava no outro dia desorientado.

Depois de mais de quinze dias, o relógio biológico conseguiu insurgir perante a força dessas medicações.

Ontem fui dormir de quatro da manhã, hoje acredito que não tenha hora para o tal.

Dentro das suposições, talvez chegue no raiar do dia, e isso será um triunfo para mim.

Adoro quando isso acontece.

Amo ver o dia raiar.

Portanto vamos nos exercitar, a estratégia é postar até de manhã, ou de noite na China, país que adora me ler.

Acompanho tudo no monitoramento do site.

Traduzem meus Posts, através do Google Talk.

E estou aqui para acalentar os ânimos de todos.

Sem distição de nação, sem distinção de raça, crença ou ideologia.

Vivo para escrever, e assim vou cumprindo a minha missão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s