Brincando com palavras

A dignificação elementar do ser humano, leva as pessoas a contemplarem a parábola do jejum voluntário.

O povo passa fome no Brasil.

Jejuar no caso específico, é para os que realmente o fazem por vontade própria, é dignificante se for analisado dentro da conotação de doar-se à vontade da fé.

E isso é simbolico, poderia afirmar.

Dentro dos simbolismos da fé, nada mais digno que jejuar.

Aceito os comandos das diretrizes do que escrevo, e acredito que a variável da simbologia apareceu.

As simbologias são de fato condições que colocamos como meta de um firmamento.

Temos que acreditar nas definições padrões das simbologias, para podermos colocar em prática o que elas representam de fato.

Símbolos são reflexos de tradições, familiares, zodíacas, hierárquicas.

E coloque mais uma página de definições de símbolos, apenas coloquei as três para representar.

Simbolicamente, que fique claro.

E simbolicamente, as simbologias são argumentos fortes para a terminação de uma maratona de acontecimentos, seja catastróficos, seja mitológicos, seja de ressurreição.

E para dar gancho no que digito, poderíamos jejuar simbolicamente com símbolos que representem alguma coisa, fortemente, de forma densa e profunda.

Brinco com as palavras, as norteio da forma que quero.

E assim, regozijo de forma plena e absoluta.

Brindo, pois no caso específico, não estou em jejum voluntário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s