Criando um raciocínio

Olha-se uma tela em branco, para começar.

Escreve-se a primeira linha, em seguida a segunda.

Salva o rascunho, corrige uma palavra.

E daí, já estou na quarta linha.

Formular um texto, deixar ele preenchido, detalhadamente, com fotografia, uma situação conexa para todos os aspectos.

Provo que é possível, pois se brincar, ainda não busquei a fotografia da arte gráfica, já possuo um contexto, uma contextualização para o Post.

E por isso colocarei o título.

E para se raciocinar, dentro desta contextualização, preisamos sim de uma arte gráfica.

Pronto, com título e arte gráfica, agora resta elaborar um fio condutor à minha linha de raciocínio.

Queria formular um saber criativo, portanto acredito que todos os elementos foram mostrados.

Estou um pouco disperso, escrevendo e penetrando nos mistérios da noite, ela me pertence.

Estou apenas aquecendo, e que venha várias inspirações ainda.

Por aqui, por enquanto, é isso.

Reler para ver se está tudo em ordem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s