Um dia, esperei por uma mão divina

João Blas

Uma breve e rápida passagem pelo tempo, e observo quanta maturidade consegui.

Um dia estava totalmente chafurdado na lama, e uma mão se estendeu para mim.

Agarrei, segurei forte, e aqui estou.

Muitas vezes desacreditado, e ainda o sou, mas devagarzinho, fui de encontro ao belo e narcísico poder da competência afirmativa.

Sei demais das minhas qualificações, e mais até do que poderia supor as pessoas que me cercam, ao meu redor, apenas limitados e medíocres pessoas que acham que fazem o diferencial.

Esse diferencial não é para muitos.

Eu sei do diferencial da vida, apesar de quase nunca obter o reconhecimento.

Mas o tempo faz justiça, ele é o maior exemplo de justiça, e pode se passar muitos anos, às vezes décadas e séculos.

Mas um dia ela vem, chega para todos.

O reconhecimento de outrora chegou.

Ainda faltam alguns degraus a mais para eu conseguir o que queria dentro de uma projeção estipulada.

Espero um dia chegar onde eu planejei, e não queiram saber de minhas ambições, pois eu as tenho, e muitas.

Porém, ambições de pessoas sem muita credibilidade não conta.

Portanto, fico calado, trabalhando um dia de cada vez, e certamente, um dia elas chegarão.

O destino sabe bem o que faz.

Não vou correr contra o tempo, apenas apreciar o que a vida tem de bom para oferecer.

O resto, apenas parcas consequências.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s