Psicoatividade

Como noctívago em excelência, rogo para que os performáticos do ambientalismo pradoxal, joguem fotossíntese nas nossa vidas.

Venho de um distrito muito distante, uma quase província, mundana, onde o verde acabou há muito tempo, secaram as plantas, acabou a fotossíntese.

Mas ela foi feita com um amigo que trouxe uma muda de planta para experimento caseiro, e assim pude deslumbrar de novo esse fenômeno natural, e não tão erudito.

O mais importante é que as células se recontruíram, elas de fato ficaram significativamente regeneradas.

Um sábio profeta me falou um dia nas sua bruxulelante caverna de ermitão, que todos os vegetais deveriam ser frutificados em alimento.

E me alimentei de verde, verde da esperança, verde da psicoatividade.

Hoje mais tenro, mais inspirado, permeio com meus dedos no teclado, as objetivas falácias para um bom texto.

Escrita criativa um dia poderei estudar.

Mas estou muito bem desta forma, na minha fase ainda bruta de jorrar Posts no ar.

E que a fotossíntese alimente mais e mais vezes a minha parca inspiração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s