O manifesto da graça

Uma plena e absoluta consciência de que o prioritário no momento é a aberração do silêncio que fala, e todos escutam.

Da minha parte tento sempre silenciar os meus ouvidos com as bravatas a que sou acometido diariamente.

Sei ser sólido neste universo de poderes invertidos, onde a democrática face da plenitude, sobra nas esferas da razão.

Cultuo simplesmente os austeros.

Firmo pactos com a realidade.

Vislumbro com consciência.

E para tudo na minha volta, deixo o rastro da persistência por um mundo melhor, mais ameno e abençoado.

Chego ao fim, com a firmeza de que fez de tudo para alcançar o explendor.

Sou pássaro, peregrino de mim mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s