Apetite para engolir o mundo

Indo de encontro ao inevitável legado que deixei, posso refletir e concluir que algumas pessoas não compreenderam.

E foi justamente a parte que mais me toca, ou seja, meus familiares.

Mas de que importa?

Santo de casa não faz milagres mesmo?

Mas uma vasta quantidade de pessoas espalhadas por esse mundo afora parece que sim, que me compreenderam perfeitamente.

E para elas deixo aqui firmado que a luta ainda não acabou.

Nem mil pandemias poderá fazer ela parar.

Não vou acabar aqui esta campanha, não agora.

É de se admitir que algumas pessoas compreenderam a minha mensagem, outras não.

Mesmo para as que não concordaram com tudo, não custa lembrar que as literaturas estão aí, espalhadas por esse mundão.

Mais de dois mil posts aqui no blog, fora as de papel.

E isso eu digo sem nehum ego inflamado, pois na verdade daria tudo para ter e levar uma vida pacata e normal, igual a todos os outros.

Mas o destino assim não quis, e o que fazer?

Costumo evocar a minha maternidade, sempre que precisdo, pois bem, minha mãe se chama Rosa, e eu sou filho de Rosa.

Portanto eu sou flor, mas também sou espinhos.

Isso no plural, pois se me tocar com maldade, ainda esperimenta veneno.

O portador de Tourette tem que engolir o mundo, caso contrário, o mundo engole ele.

E eu engulo o mundo, diariamente, sempre que acordo.

E sempre acordo com muito, mas muito apetite.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s